sexta-feira, 20 de julho de 2012

Qualidade X Quantidade

Eu sei minhas queridas que ando um pouco sumida, mas ainda sou do lema de que é melhor qualidade do que quantidade e ficar repetindo post não é a minha, ou falar sobre temas já comentados aqui só se for algo que valha muito à pena.

Não acho interessante ficar enchendo linguiça só para parecer que tenho algo novo postado ou aparecer nos feeds de notícias recentes dos blogs 'dasamigas'. A verdade é que assunto é o que não falta, mas está faltando um pouquinho de inspiração e o tal do tempo.

Por isso, não acho legal ficar colocando posts antigos sobre os mesmos assuntos, respeitando assim o tempo que vocês me dedicam.

Por falar no tempo que vocês me dedicam, gente obrigada pela audiência !!! O blog está com acessos muito bacanas e me sinto em falta por ver as pessoas vindo aqui e não encontrarem nada de novo, por isso vou explicar um pouquinho sobre oq está acontecendo.

Me vi mãe de um menino de 4 anos .... parece bobagem, mas as mães de filhos nessa fase vão me entender.

Ele não se contenda apenas com corre-corre no parque, quer interação mais intensa ... com direito a explicações de 'o por quê a terra gira'.

Além disso tem o fato das férias terem começado, reuniões de final de 'ano letivo', pique-nique* da escola, alguns play dates e a vontade de começar algo novo na minha vida.


Passei os últimos dois meses me sentindo 'numa sinuca de bico', um pouco perdida, sem saber se voltava ao mercado publicitário ou se continuava a me dedicar ao mercado fashion infantil.

Ainda não me decidi, mas meu coração se acalmou, por estabelecer algumas metas antes de retomar os MEUS projetos e entender que o momento ainda é de dedicação ao Chicletinho, agora que sua vida começou a engrenar aqui na terra da rainha.

Claro que o Chicletinho influenciou 110% nesse adiamento, acho que ele está numa fase que ainda precisa muito de mim. Ainda não domina 100% o inglês e percebo que às vezes ele fica inseguro com essa necessidade de se expressar e não saber a palavra no idioma entendido pelos amigos.

Se eu voltasse a trabalhar agora não conseguiria levá-lo nem buscá-lo na escola, oq pra mim são momentos preciosos de interação e conversa.

Ontem ouvi uma frase de uma psquiatra durante uma entrevista :: "As pessoas precisam cada vez mais entender que ter filhos é trabalhoso e demanda muita dedicação".

Isso não quer dizer que devemos abrir mão da nossa vida profissional, ou outros projetos, mas essa foi uma escolha que eu fiz - a vinda para Londres não foi uma escolha do Chicletinho, então também não acho justo jogá-lo na 'arena do leão' e deixá-lo se virar ... se ele tivesse nascido aqui seria diferente.

Reforço aqui oq já disse em outros posts, essa é uma opinião PESSOAL e feita baseada na MINHA família, percebendo as necessidades do meu pequeno.

Então é isso, step-by-step, e obrigada pela oportunidade do desabafo :D

2 comentários:

✿ chica disse...

Acho que estás certa..Ele nessa fase requer muito mesmo de ti... E filhos requerem cuidados SEMPRE...beijos, tudo de bom,chica

Karina disse...

Não tenho filhos, então sou a menos indicada a opinar. Porém vou meter meu dedo na conversa.

Eu acho legal essa importancia da comunicação com o chicletinho. Minha mãe nunca trabalhou fora de casa, por isso mesmo. Para poder "cuidar" das crianças. Acho que isso foi importante para nossa base na educação, desenvolvimento social e psicológico. Tenho uma amiga que tem 1 filho de quase 3 aninhos. Ela trabalha fora e as vezes tem q fazer hora extra, mas assim que chega do trabalho é dedicação total ao pequeno. E ela me conta que percebe e muito o quanto ele sente falta dela durante o dia. Mas ela precisa do emprego, então não tem solução. E quando faz hora extra o pai que toma conta, então é o momento dos meninos. rsrs E assim ela tenta amenizar esse problema. Mas não é fácil essa vida.

Tudo dará certo!!! E acredito que você fará as melhores escolhas!!! Nem sempre será a certa, mas será a ideal para o momento!

Se cuida!!!

Bjos! E Feliz Dia do AMigo!!!