quinta-feira, 10 de novembro de 2011

o Sapo e os Smurfs

Desde pequenininho, até parece que ele já está na pré-adolescência - Chicletinho AMA fotografar. No Natal passado demos a ele uma pequena máquina fotográfica, própria para crianças e ele adorou. Até criamos um flickr pra colocas as fotos dele.

A máquina é essa aqui ó: ... ponto negativo da fulana: precisa de PILHAS! ... link para vídeo sobre a câmera


Pois bem, tudo é motivo para fotos. Não posso deixar meu computador dando mole que ele começa a tirar fotos de tudo e adora fazer caretas e poses. Ele descobriu, antes de mim, como fazer as fotos com 'efeitos'.

Aqui em casa temos um cofrinho, que é um Sapo ... o Sapo é alimentado com moedinhas deixadas pela casa. Podemos dizer que quem mais alimenta o Sapo é o Husband, costumo falar que ele 'não trabalha com moedas' - não adianta, não consegue organizá-las e usá-las, então as deixa pela casa. Bom pro Sapo.

Aqui estamos na 'fase dos Smurfs' ... eu e o Chicletinho fomos assistir ao filme logo que entrou em cartaz e gostamos muito. Desde então os Smurfs fazem parte das estórias contadas antes de dormir.

Qual o Smurf preferido do Chilcletinho? Smurfette e o Gargamel ... sim, meu pequeno gosta dos vilões!

Ontem, lendo o post da Anne no Super Duper sobre a Ditadura do Rosa e do Azul, novamente me deparo com este assunto que abomino! Quem foi que disse que o rosa tem que ser de menina ??? Pq o azul na menina tudo bem, mas rosa no menino as pessoas ficam horrorizadas.

Quando estava grávida já tinha muito claro pra mim que as coisinhas do meu Chicletinho não seriam nem rosa e mto menos em azul ... tudo foi pensado em tons de marrom, vermelho, verde ... (se quiser dar uma olhada clica aqui).

Um dia em casa, ainda grávida, recebo um pacote gigante com presentes da minha sogra. Advinhem, um enxoval completo com lençol e tudo mais TUDO EM AZUL .... e um conjuntinho em rosa, enviado pela tia-avó do Husband...

Bom, voltando aos Smurfs ... Chicletinho adora a Smurfette, e daí ??? Ele nunca gostou de ficar brincando horas de carrinho e nem de futebol - as cabeças ainda pensam que futebol é para meninos, explicação simples: o pai também não dá bola para carros e nem pra futebol.

Lembro que ouvi alguém, juro que não lembro quem pq sinceramente entra por um ouvido e sai pelo outro, que eu deveria me preocupar também pq ele gosta dos vilões ... ALOW !!!

Mas enfim, fomos contar as moedinhas no cofre e vimos que conseguiriamos comprar Smurfs com elas ... antes de irmos à loja perguntei qual o Smurf ele compraria - resposta na ponta da língua: SMURFETTE!

Aqui um 'ensaio fotográfico' feito pelo Chicletinho


E aqui o Sapo, antes de contarmos as moedinhas ... olha quem apareceu para uma visita: Wendy do Peter Pan.
Sabe, estamos nos desenvolvendo para criar um ser humano livre de tantos preconceitos impostos pela sociedade ...

Aqui em Londres acho que os pais são mais despreocupados com essa questão de brinquedos setorizados por sexo, já vi menino com a unha do pé pintada de roxo, empurrando seu próprio carrinho de bonecas ...

Tenho absoluta certeza que brincar, ou não, com bonecas não determina a sexualidade mas acredito que o brincar sem 'imposições' deixa as crianças com o pensamento mais aberto para as diferenças e a lidar com muita naturalidade com elas ... essas diferenças também estão ligadas à reça, credo (religião) e muitas outras.

E no mais, são apenas crianças, deixem que elas brinquem .....

3 comentários:

Mirys + Guigo + Nina disse...

Deixe que brinquem!!!

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Wallace Souza disse...

Olá Liliane!
Meu nome é Wallace, e estou planejando uma viagem para Londres em março de 2012. Vou fazer uma série de matérias e entrevistas com brasileiros que moram aí, e como achei seu blog super diferente do comum, adoraria conversar com voc~e a respeito. Podemos conversar?
bjs
Wallace Souza

Karina disse...

Oi! Conheci seu blog pelo blog da Mirys!!!

Sinceramente, eu acredito que criança deve brincar com o que ela quiser. Meu irmão que era mais velho brincava comigo e com minha irmã... alguém tem q ensinar né...mas ele adorava nos conquistar para depois "autorizarmos" ele desmontar a boneca para ver como "ela falava"...

Acho que você tem razão. A criança tem q aprender a não ter preconceitos.

Bjos